Editorial Julho 2021

Por: Alcides Gama, Administrador da Imprensa Nacional – Casa da Moeda

É com uma especial satisfação que assino este Editorial da Matriz na sua edição de julho. Por um lado, porque é o regresso a um espaço de que guardo muitas e boas recordações , e por outro porque este mês de julho foi particularmente desafiante e diversificado, com a grande empresa que é a INCM a atuar em inúmeros e diversos contextos.

Julho é desde logo o mês do aniversário da INCM, este ano o 49.º, e o segundo passado em contexto de pandemia, que afetou toda a empresa, as suas trabalhadoras e trabalhadores, e a que soubemos dar uma resposta adequada em termos de proteção da saúde, de reinvenção da empresa e de recuperação da produção. Sem esquecer o que passamos, desejamos o tempo seja de esperança e de olhar o futuro. 

Este aniversário em que estivemos ainda fisicamente afastados, foi comemorado de uma forma original, com a realização da 1ª Corrida INCM, digital, que entre 4 e 11 de julho juntou 1500 “desportistas”, corredores e caminhantes, que fizeram mais de 5.000 km e que ajudaram a INCM a fazer um donativo a favor da luta contra o cancro da mama.

Sublinho, neste âmbito, os esforços que têm sido feitos no âmbito da responsabilidade social – estamos a começar a nossa Bolsa de Voluntariado – e do apelo a uma vida saudável que procurámos assinalar com a oferta de 715 cabazes de produtos hortícolas biológicos a todas e a todos os trabalhadores.

Julho foi ainda o mês em que lançamos uma das mais procuradas – e quiça mais bonitas – moedas do Plano Numismático 2021, a moeda da “Série Espécies de Animais Ameaçados – Cavalo Marinho”, da autoria de Catarina Sobral que tem sido uma nossa constante e reconhecida colaboradora. De referir que uma parte dos resultados obtidos com a comercialização desta moeda revertem para o Fundo Ambiental gerido pelo ICNF, nosso parceiro na emissão destas moedas sobre animais e plantas de espécies ameaçadas. 

Por falar em Moeda, e ligando a moeda a novos públicos – a juventude -, e a novos temas – o clima -, realizámos a 3.ª Edição do Concurso «desenhar A Moeda», desta vez com as Escolas do 2.º e 3.º ciclos do Município da Guarda, e cujo desenho vencedor entre mais de 500, da autoria do Tiago Ferreira, dará origem a uma moeda que integrará o Plano Numismático de 2022. Entre 22 de junho e 20 de agosto poderá ainda ser visitada na Biblioteca Municipal da Guarda a exposição com os 50 desenhos destacados pelo Júri. 

E passando da escola e da juventude para o jornalismo e para o jornalismo de excelência, é um orgulho poder informar que o Prémio Jornalismo de Excelência Vicente Jorge Silva, criado pela INCM e destinado a premiar os melhores trabalhos de jornalistas publicado em 2021, recebeu mais de cinquenta candidaturas, o que é um resultado verdadeiramente notável. 

O mesmo se diga das mais de 50 candidaturas também agora recebidas na 3.ª edição do Prémio Imprensa Nacional/Ferreira de Castro, que premeia a linga e a cultura portuguesas na escrita de portugueses residentes no estrangeiro e lusodescendentes

Continuamos a afirmar-nos como uma empresa inclusiva e nesse sentido disponibilizámos gratuitamente em julho o 2.º audiolivro da Imprensa Nacional, o clássico Amor de Perdição, de Camilo Castelo Branco. 

Porque o futuro se faz muito da memória do passado, recordamos o património gráfico da Imprensa Nacional. E porque o presente se faz também de curiosidades que tantas vezes nos ajudam a melhor conhecer a empresa, juntamos um conjunto de questões relativas à Contrastaria, Curiosidades do Ouro e da Prata.

Terminaria com três iniciativas em que a INCM está presente, em julho, em palcos internacionais: começamos a produzir os passaportes dos Camarões sendo este um dos mais relevantes contratos da INCM, organizamos no âmbito da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia, a reunião dos diários oficiais da EU que procurou perspetivar o que será o DR dentre uns anos, e desenvolvemos a aplicação “APP Passe Covid” que pode “revolucionar” os próximos tempos, ao permitir validar o certificado digital COVID, tornando muito mais fácil a mobilidade, as viagens e o acesso a eventos culturais, desportivos, familiares, entre outros.

Agradeço a toda e todos os trabalhadores que contribuíram para que o mês de julho da INCM fosse tão preenchido, e para os tempos estivais que se aproximam, desejo a todas e todos umas ótimas férias.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...