Editorial Novembro

Gonçalo Caseiro, Presidente do Conselho de Administração da Imprensa Nacional - Casa da Moeda

Editorial Setembro

Por: Rita Assis, Diretora de Marketing e Canais na Imprensa Nacional-Casa da Moeda

Editorial Agosto

No passado dia 27 de julho a Contrastaria comemorou 139 anos desde que foi integrada na Casa da Moeda por decreto do Rei Dom Luís I, um processo de certificação que até então era assegurado pelos contrastes municipais.

Editorial Julho 2021

É com uma especial satisfação que assino este Editorial da Matriz na sua edição de julho. Por um lado, porque é o regresso a um espaço de que guardo muitas e boas recordações , e por outro porque este mês de julho foi particularmente desafiante e diversificado, com a grande empresa que é a INCM a atuar em inúmeros e diversos contextos.

Editorial Junho 2021

A sustentabilidade das empresas, não é mais uma “moda” da gestão, um conceito vago de aparente responsabilidade social e ambiental, a embelezar os relatórios de organizações que, na sua essência e nas suas práticas, se mantinham inalteradas.

Editorial Maio 2021

No desempenho da sua missão a equipa da DDP assume como compromisso retribuir o importante e fundamental contributo de todas as trabalhadoras e trabalhadores para o sucesso da INCM, colocando à disposição os mecanismos e instrumentos necessários ao respetivo desenvolvimento profissional, sem descurar o bem-estar pessoal, alcançado por diversas medidas, com o incontornável contributo dos Serviços Sociais, e o reforço dos valores éticos centrados na comunicação e atenção às pessoas.

Mais História(s)

No passado dia 29 de março de 2021, a INCM fez mais uma vez história, e não é fácil fazermos história numa empresa que tem o privilégio de contar com duas instituições como são a Casa da Moeda com mais de sete séculos de história e com a Imprensa Nacional que já conta com mais de duzentos cinquenta anos.

Editorial Março 2021

O início de 2021 continua marcado pela pandemia causada pela Covid-19, que impôs um afastamento físico indesejado à maioria de nós, contudo necessário, tendo em vista a proteção da saúde e da vida, dois bens primordiais.